Ouça agora na Rádio

N Notícia

http://www.goias.gov.br/

FOTO: http://www.goias.gov.br/

Parceria garante construção de mais 496 apartamentos em Goiânia

As inscrições são feitas no Ponto de Atendimento, na Avenida Rio Verde

Estão abertas inscrições para mais um residencial de apartamentos em Goiânia com a parceria do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab). Trata-se da segunda etapa do Residencial Porto Dourado, com 496 apartamentos,  na Região Sudoeste, saída para Aragoiânia. A novidade é que o residencial terá aporte de recursos do programa habitacional do Estado, conforme anunciou nesta sexta-feira, dia 4, o presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo.

O subsídio será de R$ 15 mil por unidade habitacional para famílias que se enquadrem nos critérios do programa estadual, dentre os quais renda de até três salários mínimos e morar ou trabalhar na Região Metropolitana de Goiânia, comprovando vínculo de no mínimo três anos com o município.

Destaca o presidente da Agehab que o subsídio do Estado ajuda a reduzir o valor das parcelas do financiamento para o beneficiário, que para este empreendimento é a partir de R$ 450,00, dependendo do perfil familiar.

“Esse subsídio é para facilitar o acesso das famílias que precisam à moradia digna. Sem a participação do Estado, por exemplo, o valor mínimo da prestação estaria na faixa de R$ 630,00. Esse subsídio do Governo de Goiás ajuda a família na concretização do financiamento junto à Caixa Econômica Federal em melhores condições”, ressalta Eurípedes do Carmo.

Os 496 apartamentos da segunda etapa do Residencial Porto Dourado estão distribuídos em 31 blocos. São 16 apartamentos por bloco. O valor individual de cada apartamento é de R$ 142 mil. A unidade padrão é de 46,28m², com dois quartos, sala e cozinha conjugadas, banheiro, área de serviço e vaga no estacionamento.

Com infraestrutura de lazer e convivência social completas, o residencial conta com piscina adulto e infantil, estação de ginástica, sauna, brinquedoteca, salão de festas, praça, churrasqueiras, playground e campo gramado.

A construção vai ser financiada com recursos do FGTS, pelo programa Minha Casa Minha Vida, faixa 2, e do programa de habitação do Governo de Goiás. O prazo de financiamento é de 360 meses. Em construção, com cerca de 50% de obra executada, a previsão de entrega do residencial é para o final de 2020.

Das inscrições

As inscrições são feitas no Ponto de Atendimento, localizado na Avenida Rio Verde, Quadra B, área Parque Amazônia, em frente ao terminal Cruzeiro do Sul. O funcionamento é de segunda a sexta, das 8 às 18 horas e aos sábados das 8 às 12 horas.

No local, haverá uma equipe do correspondente bancário da Caixa para receber a documentação exigida, realizar a simulação do valor das parcelas e a consulta da situação cadastral do candidato.

Os apartamentos destinam-se a famílias que atendam aos seguintes requisitos: não ser proprietário, cessionário ou promitente comprador de imóvel residencial; não ter recebido benefícios em programas habitacionais com recursos originários da União, Estado ou Município; residir e trabalhar na Região Metropolitana de Goiânia, comprovando vínculo de no mínimo 3 anos; possuir renda familiar mensal a partir de R$ 1.700, limitado até 3 salários mínimos. 

E ainda ser brasileiro nato ou naturalizado; não possuir financiamento no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação; ser maior de 18 anos ou emancipado; não estar com restrição cadastral Serasa, SPC, Bacen (Banco Central do Brasil) e Receita Federal; ter família constituída com no mínimo 2 (dois) integrantes; quando o beneficiário for maior de 60 (sessenta) anos, poderá ter família com 1 (um) integrante.

O empreendimento contempla grupos prioritários, na forma da lei, com 3% das unidades destinadas a deficientes e idosos.

FONTE: http://www.goias.gov.br/
Link Notícia