Ouça agora na Rádio

N Notícia

Coutinho é titular, Messi e Suárez brilham, e Barcelona bate Alavés de virada

FOTO: AFP / Josep LAGO

Coutinho é titular, Messi e Suárez brilham, e Barcelona bate Alavés de virada

Time catalão leva susto, mas reage e faz o dever de casa no Camp Nou

Todas as informações compartilhadas Superesportes

Foi mais difícil do que o esperado, mas o Barcelona venceu outra vez no Campeonato Espanhol neste domingo. Diante do Alavés, o time catalão saiu atrás no placar em plano Camp Nou, mas contou com a estrela de Luis Suárez e Lionel Messi para buscar o triunfo por 2 a 1. Philippe Coutinho foi titular pela primeira vez, mas pouco apareceu e acabou substituído no segundo tempo.

Em um duelo que se desenhou bastante difícil, e diante de dia inspirado do goleiro Fernando Pacheco, o Barça contou com seus principais astros para vencer. Esta foi a quinta vez consecutiva que Suárez e Messi marcaram gols na mesma partida, feito inédito na história do clube.

O resultado deixou o Barça ainda mais tranquilo na liderança do Espanhol, com 57 pontos, 11 à frente do Atlético de Madrid, segundo colocado. Na quinta-feira, a equipe recebe o Valencia, na abertura da semifinal da Copa do Rei. Já o Alavés parou nos 19 pontos, bastante ameaçado pelo rebaixamento. Na próxima rodada, recebe o Celta de Vigo, sábado que vem.

Diante de um dos últimos colocados da tabela, o Barcelona impôs seu ritmo e quase marcou aos seis minutos, em chute de fora da área de Digne. Aos 14, a defesa do Alavés tentou cortar enfiada de Suárez para Messi e quase marcou contra. A resposta veio aos 15, mas Ter Stegen impediu o gol de Gómez.

O Barcelona era todo ataque e voltou a assustar aos 21 minutos, em falta cobrada por Messi e desviada por Suárez, que Pacheco defendeu. Mas a ofensividade do time catalão deixava espaços na defesa, que o Alavés não demoraria a aproveitar.

Aos 22 minutos, o Barcelona estava com seus 11 jogadores adiantados. Em rápido contra-ataque, o Alavés surpreendeu e abriu o placar. Guidetti foi lançado por Ibai Gómez e arrancou sozinho do campo de defesa. De frente para Ter Stegen, se atrapalhou, mas deu sorte. O chute de direita tocou no pé esquerdo e enganou o goleiro.

Mesmo com a vantagem, o Alavés voltou a assustar com Sobrino, em duas oportunidades, mas Ter Stegen impediu o segundo. O Barcelona era todo ataque e terminou a etapa inicial pressionando. Iniesta jogou bom momento para fora, e Pacheco impediu que Messi marcasse de falta.

A pressão do Barcelona aumentou no segundo tempo, e o time da casa se lançou ainda mais ao ataque. Aos 13, Messi parou em Pacheco mais uma vez. Mas como na etapa inicial, o Alavés quase aproveitou os espaços na sequência. Aos 16, Guidetti deu lançamento perfeito para Gómez, que invadiu a área e finalizou firme, em cima de Piqué.

Os visitantes, então, trataram de se fechar na defesa para segurar o resultado, o que tornou a pressão do Barcelona insustentável. Pacheco bem que tentou e fez grandes defesas em finalizações à queima-roupa de Suárez e Paulinho, mas não impediria a virada catalã.

Aos 26 minutos, Iniesta fez grande jogada pela esquerda e cruzou para a área. Suárez, desta vez, foi preciso para bater de primeira, cruzado, mesmo com pouco ângulo, marcando pela oitava partida seguida.

A virada viria aos 38, com ajuda da arbitragem. Alcacer recebeu em posição irregular e tocou para Messi, mas foi calçado por baixo e o juiz marcou falta, ignorando o impedimento. O argentino cobrou com precisão, no ângulo esquerdo de Pacheco, que não alcançou.

Nos minutos finais, o Alavés tentou a igualdade na base das jogadas aéreas. E em uma delas, nova decisão polêmica da arbitragem. Sobrino recebeu na área e finalizou firme. A bola explodiu no braço de Umtiti, e o juiz nada marcou, levando à loucura os jogadores do time visitante.

FONTE: SUPER ESPORTES / Agência Estado
Link Notícia