Ouça agora na Rádio

N Notícia

Ricardo Duarte/Internacional/fotospublicas.com

FOTO: Ricardo Duarte/Internacional/fotospublicas.com

Botafogo vence, se livra do rebaixamento e complica o Internacional no Brasileiro

Time alvinegro faz 1 a 0 em jogo com final tenso no Engenhão

Informações compartilhadas Superesportes

O Botafogo manteve a boa sequência e venceu por 1 a 0 o Internacional, neste domingo, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 47 pontos, acabaram de vez com o risco de rebaixamento e passa a sonhar com um lugar no G6 nas últimas rodadas. Já os gaúchos seguem com 65, ficaram mais distante do título e caíram para a terceira posição da Série A.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o Santos, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira. No mesmo dia, o Internacional volta campo, contra o Atlético, no Beira-Rio.

O jogo

O Botafogo começou melhor a partida e chegou com perigo logo aos quatro minutos. Após boa troca de passes, Leo Valencia chutou de fora da área e viu a bola passar sobre o travessão. O Internacional não se intimidou e respondeu no minuto seguinte com Nico López. No entanto, a finalização foi em cima de Gatito Fernández.

Os donos da casa continuaram sendo mais objetivos e quase abriram o placar aos 15 minutos. Leo Valencia cobrou falta, mas a bola passou muito perto da trave de Marcelo Lomba. Depois, em avanço rápido, Brenner recebeu passe na área e tentou o toque para Erik. Victor Cuesta estava atento para salvar os gaúchos.

O Internacional parecia sofrer com o forte calor do Rio de Janeiro e pouco incomodava a zaga alvinegra. Por outro lado, o Botafogo chegava com facilidade ao ataque, mas pecava nas finalizações.

Nos minutos finais, os donos da casa pressionaram e chegaram ao gol aos 42 minutos. Após cruzamento na área, Zeca errou o tempo da bola, que chegou em Erik. O atacante dominou e chutou sem chance para Marcelo Lomba. Assim, os alvinegros foram para o intervalo com a vantagem no placar no Nilton Santos.

No segundo tempo, o Internacional voltou com outra postura, mas continuava tendo problemas na parte ofensiva. O Botafogo passou a avançar nos contra-ataques e teve a primeira boa chance aos dez minutos. Luiz Fernando tocou para Marcinho no bico da área. O lateral chutou cruzado para boa defesa de Marcelo Lomba.

No minuto seguinte, os alvinegros desperdiçaram nova oportunidade. Brenner foi lançado, entrou na área e tentou driblar Marcelo Lomba. No entanto, o goleiro estava bem posicionado para salvar os gaúchos.

O Internacional só teve boa chance aos 17 minutos. Após falta cobrada na área, Brenner tentou cortar o perigo e mandou em direção para a rede. Gatito Fernández estava atento e fez grande defesa para salvar os cariocas.

O lance animou os visitantes, que passaram a dominar o confronto. Mesmo assim, o Internacional seguia sem levar perigo. O Botafogo permanecia com espaço para os contra-ataques, mas os erros noa passes impediam a criação de boas jogadas. Só que aos 33 minutos, Leo Valencia recebeu passe de Kieza na área e, de frente para Marcelo Lomba, não conseguiu passar pelo goleiro gaúcho.

Com o passar do tempo, os gaúchos se lançaram ao ataque, mas era o Botafogo que desperdiçava boa chances. Aos 37 minutos, em avanço rápido, Rodrigo Pimpão foi lançado e tentou por cobertura. Só que Marcelo Lomba se esticou para salvar os visitantes.

Somente aos 40 minutos, o Internacional voltou a assustar. Após cruzamento, Rodrigo Moledo finalizou no canto. Gatito Fernández se esticou para fazer a defesa e impedir o empate. Depois disso, o Botafogo tratou de segurar a vantagem e ainda viu os visitantes ficarem com dois homens a menos nos acréscimos com as expulsões de Wellington Silva e Rodrigo Moledo.

BOTAFOGO 1 X 0 INTERNACIONAL

BOTAFOGO
Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão) e Leonardo Valencia (Renatinho); Erik e Brenner (Kieza)
Técnico: Zé Ricardo

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba, Zeca (Wellington Silva), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago, Rodrigo Dourado, Edenílson, D´Alessandro e Patrick (Camilo); Nico López (Rossi) e Leandro Damião
Técnico: Odair Hellmann

Local:
Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de novembro de 2018 (Domingo)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Renda: R$ 156.802,50
Público: 17.373 pagantes
Cartões amarelos: Edenilson, D’Alessandro e Rodrigo Dourado (Internacional); Rodrigo Pimpão e Joel Carli (Botafogo)
Cartões vermelhos: Wellington Silva e Rodrigo Moledo (Internacional)

GOL: Erik, aos 42min do 1ºT

FONTE: Super Esportes / Gazeta Press
Link Notícia